Deliciosa Dúvida: Problemas Sexuais

por Juliana

018Damn_Curious_Boy escreve: “Porque que no início do namoro a gente fica curioso e vai tentando as coisas e agora, com 5 anos de namoro, o ritmo diminuiu, as posições e a vontade dela, acho, também?

Logo no início do namoro, a gente transava ela por cima e eu ainda passava o dedinho melado no cuzinho dela… por fora… e certa vez, ela quase gozou quando enfiei o dedo lá. Hoje em dia, não posso nem tocar no assunto, muito menos pedira para ela liberar a portinha de trás. Não aceita carinhos lá também, em situação nenhuma. Chega a broxar quando tento enquanto a gente tá transando.

Ela só goza com sexo oral. Queria que ela se liberasse um pouco mais. De quatro ela diz que dói. Na maior parte do tempo, quer que eu vá por cima. Não toma atitude, não pede nada, simplesmente espera que eu faça… Diz que adora, mas não quer mudar nada. Só eu quem tomo iniciativa… Fazemos sexo no máximo 1 a 2 vezes por final de semana. Antes, a gente não podia se ver que rolava direto.

O que eu faço? Sou muito dependente, me masturbo todos os dias. Mesmo transando com ela, eu quero mais… E não quero outra mulher, quero ela! Me ajuda? Tenho 22 anos e ela 21.

Obs.: Eu faço o dever de casa! Beijo muito ela, sou romântico, carinhoso… Chupo muito aquela bucetinha linda dela e ela adora… mas acho que é só isso.”

Sua questão realmente é complexa, e acredite, eu sei exatamente pelo que você tá passando, mas eu não tenho uma fórmula mágica. Se eu tivesse, a colocaria num vidrinho e a venderia pelo mundo porque todos tem problemas sexuais. Atire você a primeira pedra se não tiver. Só posso dividir com você as minhas experiências e te desejar boa sorte!

Quando a gente namora muito tempo (5 anos é muito tempo), as coisas mudam, simples assim. Quando vocês começaram a namorar, deviam ter uns 17, 18 anos, pelo que você me diz sobre a sua idade. Nessa idade, todo mundo quer mais é fuder. É tanta vontade que a gente transa escondido embaixo do nariz dos nossos pais e acha que é a coisa mais normal do mundo.

Apesar deu ainda ter um bom apetite para sexo, confesso que o meu diminiu também no decorrer dos anos. É uma coisa hormonal, biológica. Não tem como escapar. Os homens demoram um pouco mais para “relaxarem” do que nós mulheres. E creio que esse é um dos fatores que andam diminuindo a frequência das transas de vocês.

Sem contar que, ficando mais velhos, temos outras prioridades, trabalhamos, estudamos, vamos à academia… Isso as vezes nos estressa, nos cansa, e nosso folego para o sexo diminiu. De uns tempos pra cá, já deixei de fazer sexo com meu namorado algumas vezes porque um ou outro, ou ambos, estavam cansados fisica ou emocionalmente.

Isso tudo que eu falei também vale para o quesito: novidades sexuais. A gente acaba se acomodando. Acaba descobrindo o que o outro gosta, ou acaba não se importando muito com impressionar por conta do grau de intimidade, aí as coisas viram aquele feijão com arroz. Acho muito legal as suas tentativas de adicionar novos elementos ao sexo, muitos homens param de fazer isso depois de um tempo. Seja sutil, surpreendê-la com o dedo no cú quando ela tá gozando pode ter funcionado uma vez, mas não quer dizer que ela curta sempre.

Você tá no caminho certo, tem mais é que beijar, lamber, ousar. Quer uma dica? Fica um tempo sem fazer sexo com ela, vê como ela reage, de repente é o empurrãozinho que ela precisa para tomar a iniciativa ou então para ficar louca de tesão e se aventurar nas novas brincadeiras que você propõe.

Falando em ficar um tempo sem sexo, 1 ou 2 vezes por semana é totalmente normal para quem namora à alguns anos. Tem gente que nem isso trepa. Mas vai de cada um. Se pra você isso não é normal, não posso lhe convencer do contrário. As pessoas tem rítmos diferentes. Tem gente que precisa transar todo dia. Mas tem gente que fica feliz com 1 transa por mês. O problema é a compatibilidade. Nem sempre você encontra uma pessoa que queira tanto quando você. Eu estou num relacionamento assim no momento, eu querendo sempre mais, e ele contente com menos. Cabe a você decidir se você quer manter um relacionamento assim ou não.

Quanto à gozar só com sexo oral, também sou assim, não é crime muito menos significa que ela não gosta de te dá. Outra vez uma questão de biologia, anatomia, para ser mais exata.

Converse com ela. Diga à ela como você anda se sentindo, do que você tá sentindo falta. Sexo não precisa só ser feito, precisa ser discutido também. Nos filmes tudo é uma maravilha, o sexo é sempre fantástico, ninguém precisa conversar sobre nada… Mas na vida real, é necessária muiiita conversa para se acertar os ponteiros.

Espero que ajude você e outros que também estão nesses dilemas. Boa sorte para todos nós, porque como eu disse no início do post: todos nós temos problemas sexuais.

Anúncios