Deliciosa Dúvida – Estréia Anal

por Juliana

Eightball escreveu: “Bem, o assunto em questão seria sexo anal. Nunca fiz e tenho um pé no sim e um no não pra esse tipo de assunto, enfim… Digamos que tenham me convencido de tal coisa e então eu gostaria de saber quais são as melhores formas de deixar a coisa boa, digamos assim. Não que necessariamente logo de primeira vai ser a melhor coisa do mundo e não que eu não possa tentar novamente, mas sentir pelo menos as coisas fluírem um pouco bem de primeira, ajuda…”

090

A primeira vez que eu fiz sexo anal eu tinha 18 anos (maior de idade! hehehe). Foi com um namorado que foi meu primeiro amor e para quem eu perdi minha virgindade. Já namorávamos, e trepávamos, fazia mais de um ano. Como uma boa maioria dos homens, esse meu ex não era diferente: pedia sempre para eu liberar a porta traseira. Só liberei mesmo quando eu estava querendo.

Estávamos na casa dele, nos enroscando, eu estava com muito tesão (o que é um ponto fundamental para rolar legal) e quando ele pediu, eu aceitei. Colocamos a camisinha e usamos um pouco de lubrificante à base de água (KY, vende na farmácia em duas versões: normal e a que esquenta) na cabeça do pau dele e ao redor do meu ânus.

Como ele tinha o cacete grosso, apesar de não ser tão comprido, fomos indo bem devagar. Tinha visto a Penélope dizer uma vez que o difícil do sexo anal é a entrada, depois que tá lá, tudo é festa. Então de conchinha (melhor posição para iniciantes), fui deixando meu namorado ir me penetrando aos poucos. E dali a pouco eu já estava começando a comportar seu membro.

Quando ele conseguiu enfiar tudo, aí realmente ficou fácil! E gostoso… Não achei que doeu tanto assim. Mas senti um pouco de encomodo quando ele fazia movimentos muito lentos. Então pedia pra ele acelerar e ir com tudo, porque a experiência da Penélope não era falha, depois que entra, não se sente mais dor.

Então resumindo:
1. Faça somente com vontade de fazer, não porque estão te enchendo o saco.
2. Use camisinha e lubrificante de início. Hoje em dia eu já faço sem lubrificante (e até sem camisinha, mas não devia). Use a camisinha por uma razão prática: é mais fácil de limpar a sujeira.
3. Faça de conchinha, assim você controla melhor a emplogação do moçinho, evitando que ele meta tudo de uma vez só e você agonize em dor. 
4. Comece aos pouquinhos, indo e vindo e entrando só um pouco de cada vez.
5. Aproveite, porque não é à toa que existe um monte de gente no mundo dando o rabo.

E mais uma coisa, sexo anal não é assim tão lindo e limpo como você vê nos filmes pornôs, onde as atrizes fazem lavagem. Mas também não é um bicho de sete cabeças. Vai sujar um pouquinho, talvez. Vai sair um cheirinho, talvez. Por isso que é bom você fazer com quem você confia. E nada disso é motivo para ninguém desistir nem broxar.

Tendo dito tudo isso: Divirtam-se.

Anúncios